/ Sobre nós

História

Fundação da CEE: 11 de Maio de 1982

No início da década de oitenta, um grupo de espíritas amigos (trabalhadores da Usiminas-Ipatinga/MG) foi convidado a trabalhar na Companhia Siderúrgica do Tubarão-CST/ES. Eram trabalhadores atuantes no movimento espírita de Ipatinga, principalmente no Grupo Espírita "A Caminho da Luz", sediado no Bairro Bom Retiro.

Anteriormente, um Espírito Benfeitor daquele Grupo Espírita havia dito a alguns deles (Paulo Novaes, Ivan e Marly Vieira, Bernardo, Leda) que eles ainda iriam trabalhar muito em uma cidade grande, perto do mar.

Na despedida dos trabalhos espíritas em Ipatinga, foi dito ao grupo que os trabalhos que desenvolviam teriam sequência nessa nova cidade. E, assim, ao receberem o convite da C.S.T., aqueles companheiros foram se transferindo para Vitória, um a um.

Primeiramente, vieram Denise Holembach e Marco Antônio Ferreira, que estabeleceram um "Culto no Lar" em sua residência, às quartas-feiras, abrindo as portas para que outras pessoas pudessem estudar a Doutrina Espírita; também de Ipatinga, chegou-se à Denise, a Marly Fonseca. Depois, vieram Paulo Novaes e Inez com seus filhos, Ivan Vieira e Marly, também com seus familiares. A seguir, viriam João Batista Aniceto e Scheila, Adília Ribeiro e filhos, José Bernardo Moura, Sebastião Elói, Edmar e Elaine, Leda Jabour Lott. Todos se juntaram ao culto familiar de Denise.

E assim, o salão do culto familiar de Denise ficou pequeno para receber tantos adultos e crianças em processo de evangelização.

Foi, então, criada a Comunidade Espírita Esperança (CEE), em 11 de maio de 1982. De imediato, criou-se um quadro de contribuintes para a compra futura do terreno e construção da sede da CEE.

Também, com esse objetivo, foi confeccionado um livro de receitas, "Com Açúcar, Sal e Afeto", e realizaram-se almoços, jantares e bazar. A ajuda financeira foi de muitos; ainda na construção da sede, chegaram Dr. Dirceu Carneiro, Luiz Geraldo, Clóvis Aurélio e outros.

Dois anos após sua fundação, foi inaugurada oficialmente a sede, à rua Alvim Soares Bermudes, 197, Bairro Morada de Camburi-Vitória/ES.

A festa de inauguração teve José Raul Teixeira como orador, a participação do coral da Casa Espírita Cristã e do médium Júlio Cezar Grandi Ribeiro, contando, ainda, com a presença de muitos companheiros do movimento espírita de Vitória, inclusive, Dalva Silva Souza e Elói Corvetto de Souza que, a partir da inauguração da sede, ligaram-se estreitamente à CEE.

Presentes (27) à fundação: Paulo A. Novaes, Inez Batistuta Novaes - Paulo Batistuta Novaes, Cristina Batistuta Novaes, Mônica Batistuta Novaes, Ivan Vieira, Marly Mattos Vieira, Marcio Mattos Vieira, Edmar Corrêa, Elaine Corrêa, Cristina Corrêa, Adília Ribeiro de Souza, Thelma de Souza Berquó, Clélia A. Silva Cristina Mariano da Silva, Consuelo Guerra Arantes, João Batista Aniceto, Evelyn Mary Gonçalves Corrêa, Humberto B. Corrêa, Dircinha Tavares Gonçalves Lauro Lima, Denise Lima, Antonio Marcos Corrêa Ferreira, Tukiê Paiva, Elza Silva Martins, Marco Antônio Ferreira e Denise H.C. Ferreira.

Estatuto

Clique aqui para baixar

Organograma

Objetivos

A Comunidade Espírita Esperança é uma casa de acolhimento para cada um de nós. Ela nos oferece atendimento fraterno, oportunidade de aprendizado e estudos, além de ser uma verdadeira oficina de trabalho.

Reunimo-nos em atividades diversas sempre dentro dos preceitos espíritas, comprometidos em reviver o cristianismo na sua acepção mais pura e simples, conforme apresentado por Allan Kardec. Assim, temos por valores: fraternidade, ética, trabalho, tolerância, família, caridade, aprendizado e autoaprimoramento.

Participamos do movimento espírita como afiliados da Federação Espírita do Estado do Espírito Santo e suas consequentes afiliações. Além disto, estamos vinculados afetivamente a algumas instituições espíritas capixabas, participando de algumas de suas atividades como parceiros.

A seguir, apresentamos as atividades de nossa Casa, que lhe abre as portas e convida à integração. A Comunidade é formada por cada um de nós! Este trabalho é feito por muitas mãos e toda participação é bem vinda. Esperamos por você!

Paulo Batistuta Novaes
Presidente

Instituições Assistidas

Fraternidade Espírita José de Anchieta, no bairro José de Anchieta, na Serra - onde tivemos a benção de participar desde o começo, no grupo coordenado pelo Paulo Novaes, quando levávamos as mensagens espíritas de porta em porta no bairro, das 19h00 até 19h45, e depois aguardávamos os convidados para o estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo que era realizado na varanda de uma pequena creche, localizada no terreno que hoje alberga o Lar dos Idosos, o Centro de Atividades da Adecal e a Fraternidade Espírita José de Anchieta. A construção destes espaços exigiu o esforço e a obstinação do Prof. Coelho Sampaio, apoiado pelo grupo. Ainda hoje conta com o apoio e assistência da CEE.


Fraternidade Espírita Novo Horizonte  é uma casa de estudo e práticas espíritas, cujos focos principais são o estudo e divulgação da doutrina e a assistência aos que necessitam.

Nossas reuniões (abertas ao público) são realizadas às quartas-feiras, das 20 às 21 horas.
Ela foi fundada por trabalhadores da Comunidade Espírita Esperança, dentre os quais citamos Sr. Paulo Novais e Sra. Inês Novais, continuando a fraternidade ser apoiada pela Comunidade Esperança até os dias de hoje.
Participamos do movimento espírita como afiliados da Federação Espírita do Estado do Espírito Santo e suas consequentes afiliações.


Fraternidade Espírita Joanna de Angelis, no bairro Jardim Carapina, na Serra - onde um grupo de trabalhadores do ESDE da CEE, acionados pelo Paulo Novaes, Edvaldo e outros, adquiriram o direito de um barraco que fora utilizado em parte como um boteco e que teve a transformação física e espiritual que hoje observamos;

A FREJA – Fraternidade Espírita Joanna de Angelis foi fundada em outubro de 1993, por voluntários da Comunidade Espírita Esperança. Tem como foco principal a divulgação da Doutrina Espírita e assistência a famílias carentes de Jardim Carapina.
Em todas as quintas-feiras à noite apresentamos palestras públicas e aulas de evangelização para crianças. Temos também importante serviço de assistência psicológica e reunião  mediúnica nas terças. Aos sábados grupo do ESDE e cedemos espaço para reunião do grupo AA nas segundas-feiras.


Comunidade Espírita Francisco de Assis, no bairro Feu Rosa, na Serra - onde os companheiros da CEE, sensibilizados pela demanda da família espírita que alí desenvolvia um trabalho preliminar, preparou, ampliou e solidificou esta obra, que ainda depende muito do esforço de trabalhadores espíritas da CEE.

Realiza suas reuniões Públicas Doutrinárias às quintas-feiras às 20h e Evangelização Espírita aos sábados às 08h.

Outras instituições que tiveram o apoio da CEE

- Casa Espírita André Luiz, no bairro Central Carapina, na Serra - numa parceria com os trabalhadores do Irmão Tomé e da Fejac, tem-se uma casa espírita num bairro de grande demanda na assistência e promocão social.

- Comunidade Espírita Gabriel Delane, no bairro Novo Horizonte, em Cariacica - onde trabalhadores da CEE ergueram e trabalham num espaço que só cresce em atividades voltadas para um público carente e crescente.
 
- Albergue Noturno para Migrantes Bezerra de Menezes, localizado no bairro Santo Antonio, em Vitória - teve a participação efetiva dos trabalhadores da CEE.

Livraria

A livraria na Comunidade Espírita Esperança é, fundamentalmente, um agente de divulgação doutrinária, um ponto de oferta clara de informação espírita, que é a demanda do público que busca a Comunidade.

"Reunião de folhas enfeixadas e montadas em capa". Assim é definido o livro, de forma simples. Mas, o LIVRO ESPÍRITA é muito mais que um simples escrito. O LIVRO ESPÍRITA é uma semente que deve ser plantada, porque ele, sim, garante a colheita farta.¹
¹ (Jornal Verdade e Luz Nº 177 de Outubro de 2000)